Preloader

Roda de Capoeira

CANTAR, TOCAR e JOGAR na CAPOEIRA
Receita para uma boa roda: Bons instrumentistas, bons cantadores e bons jogadores. Tudo isto resulta em horas e horas de uma alegria individual e coletiva indescritível. A roda de capoeira existe para que possa acontecer o jogo de capoeira. O canto, os instrumentos, os rituais, as atenções, enfim, tudo que acontece na roda, é para propiciar boas condições para os jogadores. O jogo é o momento mágico, de enlevo e de prazer para o capoeirista. É a hora de todos os elementos constituintes da roda se harmonizarem e virar um só corpo. É a oportunidade para o capoeirista mostrar toda sua técnica, todo seu conhecimento, de conversar através do corpo, de duelar dançando, de se confraternizar jogando. É a hora de brincar, de vadiar, de equilibrar as emoções, de dosar os sentimentos ditos positivos e negativos (alegria, raiva, orgulho, humildade, ansiedade, calma, etc. O capoeira não pode se esquecer disto e transformar a roda em uma arena ou num palco exclusivo para suas vaidades. Para ser um um bom capoeirista é necessário saber jogar, tocar e cantar e para cada elemento deste, leva-se muito tempo de prática e pesquisa. É necessário muita dedicação, disciplina e empenho. A Capoeira Tradicional gosta de refinamentos e maestrias. Uma roda com bons instrumentistas e cantadores, faz com que os jogadores mostrem toda a sua potencialidade. Ser virtuoso e competente na arte de jogar, cantar e tocar deve ser um ideal perseguido pelos capoeiristas, pois são nestes elementos é que estão escondidos e corporificados os segredos e os detalhes da capoeiragem.
TOCAR
A relação toque de berimbau-tipo de jogo é bastante diversa e é importantíssimo que o capoeira entenda como se toca os instrumentos e qual é a função deles na roda. Na Capoeira o som e o ritmo do berimbau é que comanda a roda. Ele é o instrumento chefe e tem que ser o instrumento mais ouvido e o que mais faz solos e repiques. Ele é que determina a cadência e o tipo do jogo. Os outros instrumentos são apenas acompanhantes e condutores do ritmo, não podendo jamais incobrir o som do berimbau. Na roda de capoeira quem fala alto é o berimbau.
CANTAR
O canto é um elemento importantíssimo para a roda de Capoeira. É com a música que se energiza a roda. As letras contém todo o cotidiano e a história da Capoeira. Elas falam de tudo; da alegria de ser capoeira, do amor, da raiva, do ódio, da justiça e da injustiça, do respeito, da liberdade, da escravidão, enfim, falam da capoeira e pelo capoeira. O bom cantador de Capoeira, deve ser melodioso e ritmado. O solfejo e outras variações de voz, são elementos que enriquecem a musicalidade da capoeira.
JOGAR
Existem vários de tipos de jogos, cada um objetivando o destaque de algumas qualidades do jogador. Os toques em andamentos rápidos, dão mais ênfase a agilidade, aos reflexos e as guardas altas e os mais lentos, ao controle dos movimentos, a malícia e as guardas baixas. Em qualquer tipo de jogo deve-se sempre escutar o berimbau e por ele, guiar a cadência do jogo e a velocidade do golpe e ao mesmo tempo, estar atento a música que esta sendo cantada. O bom jogador procura ter um bom repertório de jogos, de habilidades e truques, sempre tendo que em mente que o principal elemento do jogo é a malícia. Procure sempre novas opções de abordagem no jogo, criando dificuldades e situações diferentes, forçando a você e ao seu parceiro de jogo, a dar o melhor de si, buscando superar-se a cada jogo. O jogo de capoeira é feito para e com o outro. Floreios existem no jogo. Eles mostram o controle do capoeirista sobre o seu corpo. Fique atento para o fato de que eles devem ser feitos dentro do sentido do jogo, ou seja, em relação ao outro, e nunca de forma isolada. Se se fizer assim, deixa-se de se jogar capoeira para fazer-se solo de ginástica olímpica ou espetáculo circense. É normal e perfeitamente aceitável no jogo de capoeira a ocorrência de um golpe desequilibrante ou da execução de um golpe mais forte (uma cabeçada “empurrada” em vez de “batida”, por exemplo), mas sempre com o cuidado de manter a integridade física do outro jogador e a sua própria. Ninguém sai de sua casa com a intenção de jogar capoeira e ir parar no hospital.
COMO SE COMPORTAR NA RODA

Entenda que a roda de Capoeira é uma reunião social como outra qualquer.A roda é caracterizada e movida pela energia da alegria e pela participação de todos os presentes. Portanto, cante, toque e jogue do começo ao fim, evite conversas paralelas e transforme o seu tempo na roda, em um momento agradável.

Uma roda oficial ou comemorativa é importante para os que a promovem. Portanto, deve-se ir adequadamente vestido com o seu traje de capoeira e devidamente calçado de acordo com o ritual da roda. Demostre estima e respeito para com a atividade dos outros. Mantenha-se limpo, pois roupa suja é sinal de falta de higiene, zelo e respeito pela Capoeira.

Não procure impor a sua vontade na roda, pois cada um é cada um e não subestime ninguém. No jogo, o que prevalece é a malícia, a agilidade e a sabedoria, não a força física. Respeite todas as pessoas, independentemente do sexo, cor, religião, classe social, idade ou grau de conhecimento. Agindo assim, você mantém o respeito ao próximo e a você mesmo.

O conhecimento que você aprendeu é uma das poucas coisas que ninguém pode lhe tirar neste mundo, portanto valorize-o. Mestre Pastinha ensinava o seguinte:

“Ninguém pode mostrar tudo o que têm. As entregas e revelações têm de ser aos poucos. Isso serve na capoeira, na família e na vida. Há segredos que não podem ser revelados a todas as pessoas. Há momentos que não podem ser divididos com ninguém”.
Mestre Pastinha